Imprimir

FFCL apresenta relatório de cesta básica de Ituverava

banner pesquisa ffclTrabalho realizado pelo curso de Administração da FFCL (Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ituverava) apresenta boletim atualizado, agora com os dados de maio inclusos na pesquisa, coletada em Ituverava, o levantamento de dados da Cesta Básica é apresentado a partir de janeiro/16, apresentando variações em fevereiro, março, abril e maio.

A metodologia de coleta é a mesma usada pelo DIEESE, tendo seus comparativos abaixo. A cesta básica em Ituverava apresenta deflação de seus preços em fevereiro, março e abril, apresentando variação positiva apenas no mês de maio.

Também são apresentadas as horas necessárias por mês de trabalho para a compra dos produtos da cesta, usando como base o salário mínimo de R$ 880,00 ( Oitocentos e oitenta reais) e o total de horas trabalhados por mês (176 horas). A primeira variação, apresentada em fevereiro, é impactada pela queda do valor do tomate e da batata e as maiores altas, ambas com 8% são o feijão e a farinha.

A variação entre fevereiro e março é acentuada com a queda de -11% no valor do Acém e -8% no valor da banana. A maior alta foi no feijão, variando de 9%.

Entre abril e março, a queda é influenciada em grande parte com a queda do tomate e da batata (-28% e -33% respectivamente). A maior alta foi do leite, com 10%, seguida da carne, 8%.

A variação apresentada entre maio e abril representa o primeiro aumento, de 2,04%. O aumento foi impulsionado pela Batata (37%), seguido pela variação do Leite (5%), Feijão 1kilo (4%) e Margarina (4%).

Em comparação com a cesta do DIEESE, no mês de fevereiro houve quedas em capitais brasileiras, como -1,1% em São Paulo, -2,89% em Brasília, -3,66% em Porto Alegre e chegando a uma queda de -8,45% em Vitória.

tabela1

No mês de março as capitais tiveram altas apresentadas, como 0,16% em São Paulo, 1,38% em Brasília, 2,3% no Rio de Janeiro. As quedas aconteceram nas capitais no Norte e Nordeste do país, como por exemplo -12,87% em Manaus e -7,05% em Boa Vista.

Em abril, observando os dados apresentados pelo DIEESE, houve quedas em diversas capitais do país, como São Paulo (-0,38), Rio de Janeiro (-1,55%), Brasília (-3,84%). As altas aconteceram em João Pessoa (3,96%), Recife (3,27%), Natal (2,61%) e Boa Vista (2,52%).

É importante ressaltar que os níveis dos preços acima são da ces ta bás ica apenas, não abrangendo outros itens, como serviços e vestuário por exemplo. Isso pode explicar a diferença de valores que é observado entre, por exemplo, o indicie IPCA ou IGP-M, normalmente apresentados na mídia, que tem uma diferente metodologia, utilizando outras fontes de consultas e cálculos.

Detalhes sobre a metodologia utilizada

A cesta básica, na metodologia proposta pelo Dieese, é composta pelos seguintes produtos e as respectivas quantidades:

tabela2

As coletas são efetuadas na primeira e segunda quinzena de cada mês, buscando
três marcas de cada produto (quando disponíveis) para utilizar na média. Assim
que temos todos os dados disponíveis, é feita uma comparação com a última coleta,
chegando à variação do percentual.

grafico1

Referências:
http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2016/201602cestabasica.pdf
http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2016/201603cestabasica.pdf
http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2016/201604cestabasica.pdf

Fonte: O Progresso

Imprimir

Realização das Semanas de Engenharia Mecânica e de Produção

banner semana engenharias 2016 evento

A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, promoveu, entre os dias 23 e 25 de maio, a 3ª Semana de Engenharia Mecânica e de Produção.

Na segunda-feira, 23 de maio, foram proferidas as palestras “Tecnologia das ferramentas de corte para soluções em Usinagem”, por Mário Toyama; “Fadiga Térmica”, por Ruy Ribeiro da Silva Junior, e “Excelência Operacional: Qualidade, Produtividade, Manufatura Enxuta”, por Rodrigo Ricardo.

Terça-feira, dia 24, os temas das palestras foram “Tecnologia Aplicada ao Processo de Soldagem”, por Eduardo Pires de Moraes, e “Ganhos de Competitividade com a utilização de softwares CAM”, por Thiago Cardoso.

Encerrando a semana, dia 25, foram as palestras “IST Sistemas - Como a validação virtual auxilia o desenvolvimento de projetos”, e “Navegando nos processos do PCPM”, proferidas por Hamilton Toledo.

O curso de Engenharia Mecânica da FFCL visa à formação de bacharéis qualificados e capacitados a atuar em todas áreas de conhecimento da área, desenvolvendo atividades de projeto, supervisão, consultoria, assessoria, auditoria, perícia entre outros, com o escopo de tornar o profissional adaptável às exigências de um ambiente industrial e empresarial em contínuo processo de mudança.

Ampliar conhecimentos
O curso de graduação de Bacharelado em Engenharia de Produção tem o objetivo propiciar ao acadêmico um processo formativo que lhe habilite como um profissional apto a produzir e aplicar conhecimentos científicos e tecnológicos na área de Engenharia de Produção relacionados aos campos da pesquisa, aplicação industrial, planejamento e gestão, enquanto cidadão ético e com capacidade técnica e política. O coordenador do curso também é o professor Tadeu Tomio Sudo.

O diretor da FFCL, Antônio Luis de Oliveira (“Toca”), fala sobre a importância da Semana Acadêmica. “É sempre uma oportunidade muito boa para os alunos ampliarem os conhecimentos obtidos em sala de aula. É também um momento de debater assuntos relevantes, e se atentarem a importantes questões do mercado de trabalho. Com isso, nossos alunos saem da instituição com importantes diferenciais”, observa Toca.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fundação Educacional de Ituverava apoia relançamento de livro infantil

Obra “Rosinha, a Florzinha que não sabia beijar” tem como editora, a Fundação Educacional de Ituverava

banner livro rosinhaPor meio de sua editora, a FE (Fundação Educacional de Ituverava), está apoiando o relançamento do livro “Rosinha, a Florzinha que não sabia beijar”. A obra do gênero Literatura Infantil tem como autora a professora, pedagoga, historiadora, psicopedagoga Marta Caetano e ilustrações da professora de artes Fabíola Dias Soares.

A primeira vez que o livro foi lançado contou com apoio da Prefeitura Municipal de Guará, em 2012, quando as docentes lecionavam no Centro Municipal de Educação Infantil “Maria Paula Ackrouche Sandoval dos Santos”.

A escritora e a ilustradora são de Guará. A autora é ex-aluna dos cursos de Graduação em História e pós-graduação em Psicopedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ituverava, mantida pela FE.

A obra, que teve 1000 exemplares na primeira etapa e 500 nesta segunda pela editora da FE, consta no Guia Prático para Educação Infantil, é adotado por diversas escolas, inclusive nos Colégios mantidos pela FE de Ituverava, Nossa Senhora do Carmo e Liceu Vincent Van Gogh.

“Para mim, foi surpreendente o apoio da Fundação Educacional de Ituverava e maravilhoso o interesse da instituição que é mantenedora da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras”, declarou Marta.

As autoras recordam que desde o primeiro lançamento tiveram muitos pedidos de exemplares e elogios pela qualidade do trabalho.

“É motivador o reconhecimento e fico muito feliz pela repercussão que já teve, agora pela editora da Fundação Educacional, representa um maior reconhecimento do material”, declarou a ilustradora Fabíola.

A bibliotecária da Fundação, Vera Chaud, destaca que o livro é recomendado por órgãos de grande relevância na literatura brasileira.

Segundo ela, o conteúdo da obra, “enriquece a educação, contribui para a educação especial inclusiva, amplia a visão de professores, pais e de todas as pessoas ligadas ao processo educacional”.

Vera, no entanto, ressalta ainda que “faz parte de um projeto maior de ativar a editora da Fundação”. É a segunda obra editada pela FE. A primeira foi “A Boneca Diferente”, de autoria da atual secretária municipal de Educação de Ituverava, Renata Ribeiro Sandoval Pagotto e já está em andamento a terceira obra neste mesmo seguimento literário.

“Para isso, contamos mais uma vez com apoio incondicional da diretoria da Fundação, através de seu presidente César Luiz Mendonça e diretor executivo Roberto Inácio Barbosa”, reconhece.

Em visita à FE na tarde de quarta-feira, dia 18 de maio, para apresentação da obra, as autoras foram recebidas pela bibliotecária Vera e estavam acompanhadas pela então coordenadora do CMEI “Maria Paula Ackrouche Sandoval dos Santos”, Giuliana Populim, que apoiou a iniciativa do livro e foi peça importante em seu primeiro lançamento.

O texto é baseado em fatos reais, ocorridos no Centro Municipal de Educação Infantil em Guará. A obra pode ser adquirida nas Bibliotecas da Fundação Educacional de Ituverava e pelo site http://www.servicos.feituverava.com.br/biblioteca

DSC04011

DSC04013

Fonte: Jornal O Progresso

Imprimir

Curso de Ciências Biológicas dá início a ciclio de palestras

banner palestras biologicas 2016

O curso de Ciências Biológicas da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, iniciou um ciclo de palestras que deve continuar ao longo dos próximos meses.

De acordo com o coordenador do curso, o professor Marcelo dos Santos Fernandes, as palestras são voltadas à formação do biólogo e para o desenvolvimento de uma consciência ecológica global, necessária para todos.
“O evento, que é aberto a toda a comunidade, começou na última terça-feira, 17 de maio, na sala 13 da Fafram, às 19h30 onde ocorreram duas importantes palestras proferidas pela professora Adriana C. Morales Corrêa e Castro e Rita de Cassia Bianchi, ambas pesquisadoras da Unesp, Campus de Jaboticabal”, afirma Fernandes.

Os temas foram i “Evolução, biogeografia e conservação: como conciliar?” e “A importância de dados ecológicos na conservarão dos carnívoros”.

Convite
Ainda de acordo com o coordenador do curso, em breve serão anunciadas as próximas palestras. “Convido a todos que tenham interesse em assuntos de cunho biológico, para que fiquem atentos às próximas palestras e venham aprender um pouco mais conosco, independente de ser ou não aluno da instituição”, convida.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Veja Também

Prev Next