Imprimir

SUBPROJETO DE PEDAGOGIA

ESCOLA PARCEIRA EMEF “Fabiano Alves de Freitas”
COORDENADOR DE ÁREA: Maria Madalena Gracioli  e Priscila  Alvarenga Cardoso Gimenes

CURRÍCULO LATTES
Maria Madalena Gracioli   http://lattes.cnpq.br/6911873719047388
Priscila  Alvarenga Cardoso Gimenes http://lattes.cnpq.br/4587753636816706

E-MAIL
Maria Madalena Gracioli   - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Priscila  Alvarenga Cardoso Gimenes -  priscilagimenes1@gmailcom

PROFESSOR SUPERVISOR: (NOME COMPLETO)
Adriana de Fátima Marchiori
Cláudia Aparecida da Silva Pilotto
Érica Cristina Fernandes de Freitas
Marisilvia dos Santos Souza
Sônia Regina da Silva Lopes
Valéria Nogueira Bombig Tosta

ALUNOS BOLSISTAS:(NOME COMPLETO DOS BOLSISTAS)
Amanda Oliveira
Andressa Pereira Sabará
Ana Carolina Luiz Damião
Ana Gabriela Moreno
Ana Paula Souza Silva
Bianca Aparecida Silva
Bruna Melo Rodrigues
Elaine Maira Faria Lima Silva
Emiliane  Nunes Miranda Coelho
Érica Cristina Tosta Gonçalves
Gabriela dos Santos Silva
Gabriela Marra Pereira
Iolanda Maria Pereira da Silva
Jovana Márcia Albino  Fioco
Juliana Garcia Prata
Lucilaine Domingos Caetano
Michele Cristina da Silva Teixeira
Michele Cristina Martins da Silva
Michele Guiral Barbosa Costa
Pâmela Batista da Silva
Paula Gabrielle Weffort Guedes
Priscila Soares Vale de Araújo
Sandra Aragão dos Santos  Barbosa
Talita Helena dos Santos
Tatiane Vieira Rodrigues Rizieri
Tauani Carmem Mendonça dos Santos  
Thais Cristina Nicolino de Souza
Uaine Cristina Costa
Vivian Marques de Lima
Williene Cristina Silva Martins

APRESENTAÇÃO   DO SUBPROJETO

Atualmente há consenso entre os profissionais da educação que os jogos muito contribuem com o processo de ensino e aprendizagem, tanto nos aspectos emocionais e sociais quanto cognitivos e que potencializam o desenvolvimento das funções mentais superiores apresentadas por Vygotsky e valorizadas pelas neurociências. 

Entretanto, o que se observa no contexto escolar é que os docentes ainda não introduziram os jogos em sua rotina, minimizando as possibilidades de aprendizagem e desenvolvimento por parte dos alunos, pois por meio dos jogos, os alunos são motivados a prestar atenção e a concentrar-se, elaborar estratégias, avaliar possibilidades e tomar decisões, antecipar, memorizar e recuperar conteúdos e informações memorizadas, respeitar regras, ler, escrever, interpretar e compreender instruções, raciocinar, calcular, lidar com perdas e ganhos, entre outros.

Desta forma, o projeto “Jogos na Educação desenvolvido pelo subprojeto de Pedagogia  visa contribuir com a inserção de jogos, principalmente os de regras, em algumas Escolas municipais de Ensino Fundamental de Ituverava- SP, com o objetivo ampliar os conhecimentos dos docentes sobre o papel dos jogos na educação e colaborar com o desenvolvimento de habilidades como atenção, concentração, percepção, planejamento, memória, linguagem, entre outros que são requisitos básicos para todo o processo de aprendizagem dos alunos. 

Com este trabalho espera-se que os alunos apresentem melhora significativa em seu desempenho escolar e na construção de conhecimentos. 

OBJETIVOS:

Além dos objetivos previstos para o PIBID, este subprojeto também propõe:

• Ampliar os conhecimentos dos docentes sobre o papel dos jogos na educação e 

• Colaborar com o desenvolvimento dos alunos nas habilidades de atenção, concentração, percepção, planejamento, memória, linguagem, entre outros que são requisitos básicos para o processo de aprendizagem dos alunos na alfabetização, leitura, escrita, cálculo e resolução de problemas.

AÇÕES PREVISTAS: 

1-Formação do aluno bolsista e do professor supervisor;

Encontros periódicos do professor coordenador de área, professor supervisor e aluno bolsista, para estudo e reflexão sobre temas relativos ao subprojeto, com a finalidade de promover melhoria na formação inicial de professores e dos docentes que atuam na educação básica, bem como oferecer subsídio teórico e prático para a implementação do subprojeto nas escolas de ensino fundamental contribuindo para a valorização do magistério e elevação da qualidade das ações acadêmicas no curso de licenciatura. As reuniões ocorrerão aos sábados e terão a duração de duas horas. Alguns temas propostos inicialmente para desencadear o processo de formação: O jogo e os processos de aprendizagem e desenvolvimento: aspectos cognitivos e afetivos; Implicações do jogo no desenvolvimento infantil; Os jogos de regras em uma abordagem Piagetiana; Metodologias para o trabalho com jogos em sala de aula; O papel dos jogos no desenvolvimento das funções mentais superiores.

2-Realização de pesquisa sobre os jogos no contexto educacional;

 Sob orientação dos professores coordenadores de área, os alunos bolsistas realizarão pesquisas sobre o papel dos jogos no processo de ensino e aprendizagem, como metodologia oportuna para o desenvolvimento de competências, habilidades e estímulo ao desenvolvimento das funções mentais superiores; os tipos de jogos adequados para a faixa etária em questão e como utilizá-los no contexto escolar, visando apropriação e aprofundamento teórico para a realização do planejamento e execução das propostas. Caberá aos alunos bolsistas e professores coordenadores a seleção de novos materiais bibliográficos que possam contribuir com o subprojeto para que sejam apresentados após sintetizados, aos demais participantes do grupo.

3-Apresentação do projeto ao grupo de educadores na escola de ensino fundamental;

Participação do professor coordenador de área, professor supervisor e alunos bolsistas em uma reunião na escola de ensino fundamental a fim de: refletir sobre os objetivos do projeto, conhecer suas principais ações, coletar informações para o planejamento das propostas e incorporar sugestões do grupo de educadores da escola. Esta ação tem como objetivo valorizar o trabalho coletivo e garantir maior envolvimento e possibilidades de continuidade do trabalho por toda a equipe escolar. Os alunos bolsistas deverão registrar as participações e sugestões docentes, que posteriormente serão discutidas em reunião. Nessa reunião será muito importante a participação de toda a equipe gestora da escola.

4-Formação do grupo de educadores na escola de ensino fundamental;

Proporcionar ao grupo de docentes das escolas de ensino fundamental formação acerca da utilização de metodologias envolvendo jogos e da importância da inserção destes na rotina escolar, abrangendo os aspectos teóricos e práticos, com o intuito de promover maior integração entre a educação superior e a básica, elevar o nível de formação dos docentes que atuam nas escolas que sediam o projeto e possibilitar que estes introduzam novas estratégias didáticas e diferentes recursos pedagógicos. 

5-Participação dos licenciandos nas reuniões pedagógicas da unidade escolar;

Participação dos licenciandos nas reuniões pedagógicas da escola, para que se insiram nas diversas situações do cotidiano escolar, vivenciem situações de formação, reflexão sobre a teoria e prática, análise de casos didático-pedagógicos e planejamento, implementação e avaliação do Projeto Político Pedagógico. Tal ação possibilitará que os professores da educação básica contribuam com a formação inicial do magistério, atuando como co-formadores destes futuros profissionais. Os licenciados deverão se informar sobre dias e horários das reuniões pedagógicas da escola e o professor supervisor terá importante papel nessa articulação.

6-Definição dos jogos que serão desenvolvidos;

Seleção dos jogos por meio de pesquisas e do diálogo com os docentes do ensino fundamental, tendo em vista o desenvolvimento de competências discentes como: manter a atenção, concentrar-se, elaborar estratégias, antecipar, memorizar, ler, escrever, compreender instruções, raciocinar, calcular, lidar com perdas e ganhos, entre outros. Tal ação tem o intuito de desenvolver autonomia e possibilitar que o licenciando seja protagonista na construção do seu próprio conhecimento.

7-Planejamento das ações e elaboração de materiais didáticos;

O planejamento das ações terá como base a análise do processo de ensino e aprendizagem, das diretrizes e currículos educacionais da educação básica, na rotina e característica das classes e no diagnóstico dos alunos. Tem como objetivos relacionar a teoria com a prática e possibilitar que ao longo da implementação do projeto os licenciandos adquiram maior autonomia para planejar, desenvolver e avaliar as ações, sendo estas propostas em níveis crescentes de complexidade. A aquisição e confecção de jogos deverão ser discutidas e implementadas na universidade   a fim de que ocorra a troca de experiências e saberes entre os participantes

8- Implementação das ações com os alunos do ensino fundamental (oficina de jogos);

Semanalmente os alunos bolsistas desenvolverão as atividades planejadas (oficina de jogos) com os alunos da classe em que o projeto será implantado, com o acompanhamento do professor supervisor. Esta ação oportuniza ao licenciando a criação e participação em experiências metodológicas e práticas docentes de caráter inovador buscando contribuir com a superação de problemas identificados no processo de ensino e aprendizagem. 

9- Elaboração de relatórios das ações;

Após cada ação aplicada o aluno bolsista elaborará relatório apresentando: nome da ação, aspectos relevantes da aplicação da atividade, participação dos alunos e resultados observados. O documento deverá ser assinado pelo aluno bolsista e professor supervisor e entregue ao professor coordenador nas reuniões. Tal ação possibilitará melhor acompanhamento da atuação dos licenciandos além de oportunizar a ampliação e o aperfeiçoamento do uso da língua portuguesa em situações formais. Essa ação contribuirá com o discurso dos estudantes e nela o professor supervisor deverá ter papel fundamental no acompanhamento dos registros.

10- Construção de um portfólio para o registro das ações desenvolvidas;

O licenciando construirá um portfólio para apresentação das ações desenvolvidas. Tal documento apresentará a ação desenvolvida, as competências e habilidades priorizadas, informações sobre o desenvolvimento da proposta e deverá conter fotos, cópia de atividades dos alunos e demais formas de registro que o licenciando julgar pertinente. Esta ação contribuirá com a sistematização das atividades, possibilitará melhor visualização das ações e a divulgação dos resultados alcançados. A elaboração do portfólio terá também o acompanhamento do professor supervisor

11- Avaliação do projeto pela escola participante;

Reunião com a equipe escolar para avaliação do projeto, bem como para adequação ou necessidade de reformulação das ações desenvolvidas. Com isso almeja-se o estabelecimento do diálogo e a articulação dos membros do programa e da comunidade escolar.

12- Socialização e discussão do projeto com os colegas;

Socialização das ações desenvolvidas, reflexão sobre o planejamento, implementação e avaliação das propostas realizadas e apresentação dos resultados alcançados, com todos os licenciandos no curso de Pedagogia, por meio de reuniões e momentos específicos e também mediante a criação de uma página no site da faculdade, com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade da formação de todos os discentes da graduação, estimular a inovação, a criatividade e a interação dos pares. 

13- Apresentação de trabalhos em eventos científicos; 

Incentivar a produção e a apresentação de trabalhos em eventos científicos, bem como publicação em periódicos científicos, discutindo os resultados das reflexões realizadas, socializando as ações desenvolvidas, os impactos e resultados alcançados. Tal ação oportunizará a ampliação e o aperfeiçoamento do uso da língua portuguesa, a divulgação de práticas inovadoras e a sistematização dos saberes e peculiaridades do fazer docente. Toda a equipe deverá atentar-se aos eventos e divulgá-los para todo o grupo.